Os Melhores Cafés e Pastelarias em Lisboa

Para café, doces ou refeições ligeiras.




A Brasileira

Rua Garrett, 120-122 (Chiado)
213 469 541
Abre todos os dias

A Brasileira, Lisboa

Este é o café histórico mais conhecido de Lisboa. Abriu em 1905 e mantém um belo interior em estilo Art Deco, com madeira trabalhada, pinturas modernistas, espelhos e mármore, e ainda uma estátua de Fernando Pessoa à porta. Nenhuma visita a Lisboa termina sem uma fotografia com o poeta, por isso a esplanada encontra-se sempre cheia de turistas.


À Margem

Doca do Bom Sucesso (Belém)
918 620 032
Abre todos os dias

À Margem, Lisboa

Um retângulo envidraçado, com um design minimalista, situado entre o Padrão dos Descobrimentos e o Hotel Altis Belém, alberga um agradável café que serve refeições ligeiras. Na esplanada virada para o Tejo, turistas e lisboetas desfrutam de vários petiscos, saladas e tostas.


A Pampa

Praça das Flores, 18
215 855 054
Encerra ao domingo

A Pampa, Lisboa

O espaço de uma antiga galeria é agora um café e bar que também oferece várias experiências culturais, desde música a exposições. Abre de manhã e fecha tarde, por isso é um destino para todas as refeições do dia (há petiscos e pratos de carne, de peixe e vegan). O menu muda mensalmente, usando produtos sazonais. Até os cocktails dependem da época, e convidam a ficar até tarde, sobretudo às sextas-feiras e sábados, quando um DJ entra em ação.


Alcôa

Rua Garrett, 37 (Chiado)
211 367 183
Abre todos os dias

Alcôa, Lisboa

A pastelaria Alcôa nasceu na cidade de Alcobaça em 1957 e é hoje considerada mestre em doces conventuais, seguindo as receitas dos monges cistercienses. Premiada várias vezes em diversos festivais gastronómicos, ganhou fama em Lisboa quando venceu o prémio de melhor pastel de nata em 2014. Foi nessa altura que começou a procurar um espaço para abrir na capital, e encontrou-o no Chiado. É um espaço de 1960, decorado com azulejos do artista Querubim Lapa, que foram preservados na fachada e no interior da nova pastelaria. Além dos pastéis de nata, tem todas as outras doces tentações premiadas, para levar para casa ou num passeio pelo Chiado.


Amélia Lisboa

Rua Ferreira Borges, 101 (Campo de Ourique)
213 850 863
Abre todos os dias

Amélia Lisboa

Situado na rua mais movimentada de Campo de Ourique, este café é conhecido pelo brunch, pelas panquecas e pelas refeições saudáveis. Tem um pátio muito convidativo e um interior muito verde, decorado com plantas no teto e em vasos.


Antiga Confeitaria de Belém

Rua de Belém, 84 (Belém)
213 637 423
Abre todos os dias

Antiga Confeitaria de Belém, Lisboa

O nome oficial é "Antiga Confeitaria de Belém" mas todos conhecem esta pastelaria por "Pastéis de Belém". Esses pastéis são os pastéis de nata à venda pelo país e mundo fora, mas aqui são "de Belém". Isto porque todos os outros pastéis são imitações, pois os pastéis de Belém são os originais, os melhores, e feitos seguindo uma receita secreta. São servidos aqui desde 1837, e são recomendados por todos os guias turísticos, levando a longas filas de turistas às porta. Pode pedir alguns para levar, mas não deixe de entrar nas belas salas cobertas de azulejos.


Bettina & Niccolò Corallo

Rua da Escola Politécnica, 4 (Príncipe Real)
914 951 610
Abre todos os dias

Bettina & Niccolò Corallo, Lisboa

Esta loja é especializada no chocolate 100% natural e no café de alta qualidade de São Tomé e Príncipe. Os produtos chegam diretamente da plantação da família e são apresentados aqui em várias formas, como, por exemplo, em sorvetes ou grãos de café cobertos de chocolate. O espaço é pequeno, mas tem uma mesa e meia-dúzia de cadeiras para consumo no local.


Caffe di Marzano

Largo Rafael Bordalo Pinheiro, 32 (Chiado)
212 697 656
Abre todos os dias

Caffè di Marzano, Lisboa

É café, vinoteca e vermuteria. É italiano, mas também se inspira em Nova Iorque, sobretudo ao pequeno-almoço com panquecas e ovos. Há menus diferentes para cada refeição do dia -- um até ao meio-dia, outro do meio-dia às 17h, e outro a partir das 17h até ao fecho, à meia-noite. A lista de bebidas também vai mudando, apostando mais nos sumos e smoothies de manhã, nos vinhos à tarde, e nos cocktails à noite.


Café Janis

Rua da Moeda, 1A (Cais do Sodré)
(Não tem telefone)
Abre todos os dias

Café Janis, Lisboa

Quer ser um café para qualquer hora, por isso abre logo para o pequeno-almoço. Aposta na comida saudável, em grande parte vegan e vegetariana. O menu muda ao jantar, e pelo meio há ainda uma variedade de bebidas, para quem apenas quer ficar ao sol na pequena esplanada à entrada.


Choupana Caffe

Avenida da República, 25A (Avenidas Novas)
213 570 140
Abre todos os dias

Choupana Caffe, Lisboa

Este café serve pequenos-almoços, brunches, almoços e lanches. É um espaço diurno, e também se divide em mercearia com produtos tradicionais portugueses e internacionais, padaria e pastelaria de fabrico próprio. A oferta para refeições ligeiras vai das saladas às sanduíches, wraps e panquecas, e ainda iogurte biológico servido com acompanhamentos à escolha.


Comoba

Rua de São Paulo, 101 (Cais do Sodré)
963 288 453
Abre todos os dias

Comoba, Lisboa

Situado em frente ao Elevador da Bica, este espaço foi, durante muitos anos, uma farmácia. Mantém a curiosa fachada de azulejos, mas o interior foi convertido num café em estilo nórdico. O chão em pedra e as arcadas antigas mantêm-se, mas é agora preenchido por mesas de mármore, onde é servido café de especialidade e refeições ligeiras biológicas, desde manhã cedo até ao final da tarde.
Além do café, as panquecas de matcha são outra especialidade, e há ainda smoothie bowls, tacos, burritos, a sopa do dia e cheesecake.


Confeitaria Nacional

Praça da Figueira, 18 (Baixa)
213 424 470
Abre todos os dias

Confeitaria Nacional, Lisboa

Tem quase dois séculos de vida (abriu em 1829) mas continua a ser um dos melhores cafés de Lisboa, pela sua pastelaria (chegou a ser a confeitaria oficial da família real e ganhou prémios internacionais em Viena, Paris e Estados Unidos). O Bolo Rei é a especialidade mais procurada, pois foi aqui que ele nasceu, inspirado numa receita trazida de Paris em 1850. Encontra-se disponível apenas na época natalícia, mas há uma pastelaria variada a qualquer altura do ano, incluindo bolos de aniversário. Outra razão para uma visita é o belo interior histórico, com um balcão de mármore e teto espelhado. No piso de cima fica a zona de refeições, onde se servem pratos de cozinha portuguesa, a preços razoáveis à hora do almoço.


Copenhagen Coffee Lab

Rua Nova da Piedade, 10 (Príncipe Real)
916 604 054
Abre todos os dias

Copenhagen Coffee Lab, Lisboa

Este café, situado a poucos passos da Praça das Flores, foi pensado para ser um laboratório dedicado às várias maneiras de se preparar e servir café. Quer ser um espaço onde de fica a ler, a estudar, ao computador usando a rede wi-fi, ou simplesmente a relaxar. Oferece ainda uma pequena sala de reuniões, permitindo que se trabalhe enquanto se desfruta de um café.
Além da grande variedade de café, serve chá e chocolate quente, que pode acompanhar um bolo ou sanduíche.
O conceito chega a Lisboa de Copenhaga, e é de lá que também chegam os grãos de café torrados. O espaço, com uma decoração minimalista, é igualmente de inspiração nórdica.
Para os que preferem beber café em casa, há serviço de take away.


Darwin's Café

Avenida Brasília (Belém)
210 480 222
Abre todos os dias

Darwin's Café, Lisboa

Seguindo o Tejo, da Torre de Belém em direção a Algés, chega-se ao edifício da Fundação Champalimaud. É aí que se encontra este café e restaurante com esplanada com vista para o rio e para a torre, onde se servem almoços e jantares, e algumas refeições ligeiras pelo meio.
A decoração do inteiror é contemporânea mas inspirada nas clássicas bibliotecas científicas.


Dear Breakfast

Rua das Gaivotas, 17 (São Bento); Calçada de Sao Francisco, 35 (Chiado)
912 281 082 (São Bento); 964 867 125 (Chiado)
Abre todos os dias

Dear Breakfast, Lisboa

O pequeno-almoço não tem de ser apenas a primeira refeição do dia. O café, o chá, os sumos, as tostas, a fruta e os ovos também podem ser uma escolha ao almoço ou para um lanche, e é exatamente isso que oferece este café (com um espaço em São Bento e outro no Chiado), das 9h às 16h (17h aos fins de semana).
A grande especialidade são os ovos, acompanhados de bacon, salmão, espinafres ou uma variedade de outros ingredientes. Há ainda taças de açaí e salada.


Deli Delux

Avenida Infante D. Henrique/Jardim do Tabaco - Armazém B (Alfama); Rua Alexandre Herculano, 15A (Avenida da Liberdade)
218 862 070 (Alfama), 213 141 474 (Avenida)
Abre todos os dias

Deli Delux, Lisboa

Foi das primeiras lojas gourmet com produtos importados, e um dos primeiros cafés a servir brunch em Lisboa. Hoje conta com dois espaços -- o original num antigo armazém junto ao rio, e outro a poucos passos da Avenida da Liberdade. No primeiro, os produtos nacionais e internacionais encontram-se logo à entrada, enquanto as mesas para refeições estão junto ao balcão e numa esplanada virada para o Tejo. O segundo espaço também tem esplanada, mais pequena, e também serve o brunch ao fim de semana e refeições ligeiras a qualquer hora.


Delta Q

Avenida da Liberdade, 144
213 427 351
Abre todos os dias

Delta Q, Lisboa

A flagship store da marca Delta Q na Avenida da Liberdade é também um lounge com sofás confortáveis e mesas compridas que convidam a ficar para um café ou chá. Tem uma pequena esplanada e serve refeições leves (saladas, sopas, wraps e sobremesas).
Os materiais utilizados na decoração, como a madeira e a cortiça, refletem a importância que a marca dá à excelência dos produtos nacionais, também disponíveis aqui na forma de azeites, vinhos e chocolates.


Eight - The Health Lounge

Praça da Figueira, 12A (Baixa)
218 862 859
Encerra ao sábado

Eight - The Health Lounge, Lisboa

Situado numa das principais praças do centro da cidade, este café serve uma ementa vegana para refeições saudáveis, começando logo ao pequeno-almoço. Há taças de granola cobertas com fruta fresca e sementes para a primeira refeição do dia, sopa para o almoço, e saladas à base de quinoa ou arroz integral, tostas e paninis a qualquer hora.
Para beber, há sumos de uma variedade de frutas e legumes, smoothies feitos com leite de coco ou de amêndoa, lattes e chás.


Fábrica Coffee Roasters

Rua das Portas de Santo Antão, 136 (Avenida da Liberdade); Rua das Flores, 63 (Chiado)
211 399 261 (Avenida); 211 392 948 (Chiado)
Abre todos os dias

Fábrica Coffee Roasters, Lisboa

Este café diz ter como missão “selecionar, torrar e servir o melhor café de Lisboa”. Para isso, recebe sacos de café ainda verde do Brasil, Colômbia e Etiópia, torra e mói no local, e serve no momento ou coloca em embalagens de 250 ou 500 gramas para venda. Assim é possível consumir café de especialidade em casa ou na loja, que já tem dois espaços -- um bem perto da Avenida da Liberdade e outro no Chiado. O primeiro tem uma agradável esplanada a poucos metros do Elevador do Lavra.
Ambos os espaços misturam o industrial e o vintage na decoração, com madeiras e tijolos na parede, e grandes sacas de café.
Para acompanhar o café há pastéis de nata, croissants e algumas opções para refeições leves, como sanduíches e saladas, que também podem ser acompanhadas com cerveja artesanal.


Fábrica da Nata

Rua Augusta, 275A (Baixa); Praça dos Restauradores, 62-68 (Avenida da Liberdade)
912 551 171 (Rua Augusta); 217 933 766 (Restauradores)
Abre todos os dias

Fábrica da Nata, Lisboa

Graças a esta "fábrica de pastéis de nata," já não é preciso ir até Belém para saborear o famoso pastel lisboeta acabado de sair do forno. O espaço na Praça dos Restauradores é fábrica e café, seguindo a tradição no fabrico e na decoração (com reproduções de painéis de azulejos e fotografias antigas), fazendo lembrar os cafés históricos da cidade.
Os pastéis são confecionados à vista do cliente, e são servidos ainda quentes, polvilhados com canela e/ou açúcar em pó. Pode pedir apenas um ou uma dúzia para levar, ou ficar no interior ou na esplanada com vista para a movimentada Praça dos Restauradores.
Além dos pastéis doces oferece ainda pastéis salgados, que se juntam às opções para pequeno-almoço (abre às 8h), almoço e lanche, como sandes de leitão ou de queijo da serra, e saladas.
Um segundo espaço, com dois pisos, situa-se na Rua Augusta, com a mesma oferta e serviço, e uma vista sobre a rua pedonal mais movimentada da cidade desde o piso de cima.


Fábrica Lisboa

Rua da Madalena, 121 (Baixa)
215 968 827
Abre todos os dias

Fábrica Lisboa

Um espaço com mais de um século foi transformado em padaria de fabrico próprio. Por baixo de uma arcada de pedra são servidos pequenos-almoços e lanches, de terça-feira a domingo, começando logo às 8 da manhã.
A especialidade são os croissants, com cerca de uma dúzia de variedades, mas há também pão tradicional, quiches e saladas.
A decoração é composta por peças antigas, desde balanças à máquina de café 100% portuguesa, que remonta aos anos 50.


Fauna & Flora

Rua da Esperança, 33 (Madragoa)
961 645 040
Abre todos os dias

Fauna & Flora, Lisboa

Os pequenos-almoços e brunches deste café têm levado muita gente à Madragoa desde a abertura em 2017, sobretudo aos fins de semana. Muitos já não conseguem resistir às panquecas, bowls e refeições saudáveis que incluem várias opções vegetarianas, servidas num espaço acolhedor, decorado com plantas.


Fragoleto

Rua da Prata, 61 (Baixa)
213 479 472
Abre todos os dias

Fragoleto, Lisboa

É uma das gelatarias mais antigas de Lisboa e para muitos a melhor. A arte de fazer gelados originais foi aprendida em Itália, e aqui são apresentados vários sabores feitos com frutas da época. Há sempre opções para vegans ou alérgicos a lactose.


Heim Cafe

Rua de Santos-O-Velho, 2-4 (Santos)
212 480 763
Abre todos os dias

Heim Cafe, Lisboa

Situado não muito longe do Museu Nacional de Arte Antiga, este café é um dos destinos mais populares para brunch, ao fim de semana e não só. Tem quatro menus de brunch, várias opções de ovos e tostas, e ainda panquecas e waffles. O interior é pequeno e minimalista, mas há mais lugares no exterior.


Hello, Kristof

Rua do Poço dos Negros, 103 (São Bento)
(Não tem telefone)
Encerra ao sábado e domingo

Hello Kristof, Lisboa

Abriu um 2016 e já foi uma loja de revistas onde se servia café. Agora as revistas fazem parte da decoração (em estilo minimalista e nórdico, com cores claras e algumas plantas), e foca-se mais no café, para ser bebido nas poucas cadeiras e bancos sem pressa. As revistas chegam de vários países, com temas variados, desde cinema a gastronomia, a arquitetura, fotografia, moda e queer. Do balcão saem expressos, cappuccinos, lattes, café de filtro, que podem acompanhar croissants e bolos caseiros.


Kaffeehaus Café

Rua Anchieta, 3 (Chiado)
210 956 828
Encerra à segunda-feira

Kaffeehaus Café, Lisboa

Dois amigos austríacos abriram este espaço inspirado nos cafés de Viena e foi sucesso imediato. É um dos cafés mais concorridos de Lisboa para uma bebida ou refeição ligeira, especialmente ao domingo.
Uma das paredes é forrada com cartazes, enquanto o resto do espaço tem uma decoração simples e contemporânea. Os pratos do dia encontram-se escritos na parede por trás do balcão, e também podem ser consumidos na esplanada.


Landeau

Rua Rodrigues Faria, 103/Lx Factory (Alcântara); Rua das Flores, 70 (Chiado)
917 278 939 (Lx Factory); 911 810 801 (Chiado)
Abre todos os dias

Landeau, Lisboa

Sofia Landeau começou por deliciar os clientes de um café no Chiado com o seu bolo do chocolate, e a procura levou à criação de uma marca e à abertura de duas lojas. A primeira encontra-se na Lx Factory e a segunda no Chiado.
O bolo é composto por 70% cacau, e pode ser encomendado para levar para casa. Nas lojas, que também são cafés, podem ser acompanhados por café ou chá, entre outras bebidas.


Le Chat

Jardim 9 de Abril (Santos)
213 963 668
Abre todos os dias

Le Chat, Lisboa

Este café, dentro de um cubo de vidro junto ao Museu Nacional de Arte Antiga, é composto por mesas e cadeiras viradas para o Tejo. Serve refeições ligeiras, petiscos e cocktails originais.
No interior ou na esplanada (aquecida no inverno), este é um espaço perfeito para descontrair (especialmente antes ou depois de uma visita ao museu), desde a hora do almoço até muito depois do jantar.


Lxeese Cake

Rua Rodrigues Faria, 103/Lx Factory (Alcântara)
963 661 883
Abre todos os dias

Lxeese Cake, Lisboa

O bolo de queijo-creme com origem em Nova Iorque é servido aqui com diferentes ingredientes, desde frutos vermelhos a chocolate, a manteiga de amendoim. No interior ou na esplanada provam-se as deliciosas fatias acompanhadas por chás ou sumos naturais, mas também é possível levar um bolo inteiro para casa.


Manteigaria

Rua do Loreto, 2 (Chiado); Rua Augusta, 195-197 (Baixa)
213 471 492 (Chiado)
Abre todos os dias

Manteigaria, Lisboa

Um pequeno espaço, com fachada em estilo Arte Nova virada para a Praça Luís de Camões, que já foi parte de uma manteigaria, reabriu como “fábrica de pastéis de nata”. Os pastéis são feitos no momento à vista do cliente, que pode levar vários para casa ou consumir ao balcão.
Uma segunda loja abriu na Rua Augusta, onde durante décadas existiu uma camisaria histórica, e também serve apenas os pastéis e uma variedade de bebidas.


Martinho da Arcada

Praça do Comércio, 3 (Baixa)
218 879 259
Encerra ao domingo

Martinho da Arcada, Lisboa

O café mais antigo de Lisboa abriu em 1782 e é conhecido pela sua ligação a escritores como Fernando Pessoa. Quando o poeta não estava no café A Brasileira, sentava-se aqui, sempre na mesma mesa, onde passava o tempo a escrever. A sua imagem decora agora uma das paredes. Outras personalidades da cultura portuguesa, como o pintor Amadeo de Souza-Cardoso e o poeta Cesário Verde, também foram clientes habituais.
Hoje é escolhido sobretudo por turistas, que bebem um copo na esplanada virada para a Praça do Comércio. No interior também se servem almoços e jantares de cozinha portuguesa.


Nannarella

Rua Nova da Piedade, 64A (São Bento)
926 878 553
Abre todos os dias

Nannarella, Lisboa

Entre a Praça das Flores e o Palácio de São Bento encontra-se esta gelataria artesanal, que é também um laboratório do proprietário italiano. Isto porque faz experiências de sabores diariamente, usando produtos frescos nacionais e importados de Itália, e por isso há sempre novos sabores. São servidos à moda romana, com uma espátula (e não em bola), num copo ou cone, com todos os sabores que o cliente desejar.
Os gelados são todos naturais, sem corantes nem conservantes, e podem levar natas batidas por cima.
No pequeno espaço, em tons de azul e amarelo, não há lugares sentados, cabe pouco mais que o balcão, e por isso há sempre fila à porta.


Nicolau Lisboa

Rua de São Nicolau, 17 (Baixa)
218 860 312
Abre todos os dias

Nicolau, Lisboa

Este café serve brunch todos os dias, a qualquer hora, ao contrário da maioria dos outros cafés na cidade, que o oferecem apenas ao fim de semana. Tem também saladas, taças de açaí, panquecas, smoothies e sumos verdes, ou seja, sugestões saudáveis desde o pequeno-almoço ao lanche.
O interior e a fachada estão decorados com azulejos verdes, e a cozinha encontra-se aberta para a sala. No exterior há uma esplanada com 12 lugares.


Noobai Café

Miradouro de Santa Catarina (Santa Catarina)
213 465 014
Abre todos os dias

Noobai, Lisboa

Serve boas refeições ligeiras, bebidas e sobremesas, mas a popularidade deste espaço no Miradouro de Santa Catarina deve-se à esplanada com vista panorâmica em três níveis. Aqui tem-se o rio os pés, muitas vezes ao som de música animada, misturada por um DJ.
É especialmente concorrido aos domingos à tarde, para brunch, e ao pôr-do-sol.


Pastelaria Batalha

Rua da Horta Seca, 1 (Chiado)
214 019 117
Abre todos os dias

Pastelaria Batalha, Lisboa

Esta pastelaria nasceu na Venda do Pinheiro, a poucos minutos de Lisboa, e ao longo dos anos tem conquistado vários prémios pela sua pastelaria tradicional, como os pastéis de nata e os pastéis de feijão (disponíveis também numa versão sem glúten), e sobretudo pelo seu pão saloio, eleito “o melhor pão de Portugal”. Hoje também é procurada pelos pastéis de nata vegan.
Em 2017 abriu uma loja bem no centro da capital, virada para a Praça Luís de Camões. Aqui serve também saladas, sopas e sanduíches de pão saloio, num espaço decorado com portas, janelas e mobiliário antigo restaurado.


Pastelaria Versailles

Avenida da República, 15A (Avenidas Novas); Rua da Junqueira, 528 (Belém)
213 546 340 (Avenidas Novas); 218 228 090 (Belém)
Abre todos os dias

Pastelaria Versailles, Lisboa

Data de 1922, mas o interior monumental aparenta ser ainda mais antigo. Tem o nome do famoso palácio francês, e podia muito bem ser uma das suas salas. Espelhos, vitrais e ornamentações em estilo Art Nouveau fazem parte da decoração, criando um ambiente de um verdadeiro café histórico europeu.
É um dos cafés mais emblemáticos de Lisboa, e chegou a ser um espaço exclusivo, com porteiro a selecionar as entradas.
Oferece a pastelaria mais variada da cidade, e é também restaurante, com uma zona separada onde se serve cozinha tradicional portuguesa.
No início de 2017 abriu um novo espaço, em frente ao Museu Nacional dos Coches.


Pois Café

Rua São João da Praça 93-95 (Alfama)
218 862 497
Abre todos os dias

Pois Café, Lisboa

Como ponto de encontro entre amigos ou para ficar sozinho com um livro, este café com uma decoração eclética é um dos preferidos dos lisboetas. Revistas e jornais portugueses e internacionais acompanham brunch aos domingos, refeições ligeiras de especialidades austríacas, e uma variedade de saladas e sanduíches.


Royale Café

Largo Rafael Bordalo Pinheiro, 29 (Chiado)
213 469 125
Abre todos os dias

Royale Café, Lisboa

Inspirado nos cafés escandinavos, este espaço abriu em 2005, atraindo jovens para brunch e refeições ligeiras. Hoje apresenta um menu mais alargado, com pratos de cozinha mediterrânica. Sempre teve um agradável pátio com um jardim vertical, mas agora também tem esplanada no largo.


Santini

Rua do Carmo, 88 (Chiado)
213 468 431
Abre todos os dias

Santini, Lisboa

Esta gelataria nasceu em Cascais e desde que abriu em Lisboa é a mais conhecida da região. Há três gerações que faz experiências com uma variedade de ingredientes, e há sempre mais de 20 sabores disponíveis, desde os clássicos (chocolate, caramelo, baunilha) aos de fruta (maçã, framboesa, manga, limão, maracujá...), aos menos comuns (canela, café...). Serve ainda crepes, brownies e o "Melhor Bolo de Chocolate do Mundo".


Seagull Method Café

Rua da Palmeira, 23 (Príncipe Real)
213 421 232
Abre todos os dias

Seagull Method Café, Lisboa

Este pequeno café tem as janelas abertas para o centro do Príncipe Real, convidando os residentes do bairro e não só a relaxar com um café ou refeição ligeira. Há opções para todas as horas do dia, de inspiração internacional (panquecas, torradas francesas, e saladas), que são acompanhadas por sumos naturais e smoothies.


The Mill

Rua do Poço dos Negros, 1 (São Bento)
(Não tem telefone)
Abre todos os dias

The Mill, Lisboa

Abre cedo (às 8h) e vai servindo comida de pequeno-almoço (panquecas, ovos, tostas e bowls) até ao meio da tarde. No entanto, destaca-se pelo café -- capuccino, macchiato e expresso, preparado com misturas exclusivas, numa máquina branca da La Marzocco, que se vê logo à entrada. Há duas variedades à escolha -- a mistura da casa feita de grãos de origens diferentes e o Arábica da Etiópia. Pode levar para casa em sacos de 250 gramas, ou prová-lo numa das mesas que preenchem o espaço de ambiente descontraído e contemporâneo.


28 Café

Rua de Santa Cruz do Castelo, 45-47A (Castelo)
218 860 119
Abre todos os dias

28 Café, Lisboa

Este café reproduz, ao pormenor, o interior do emblemático eléctrico 28, num edifício antigo às portas do Castelo de São Jorge. Não percorre as colinas da cidade mas viaja no tempo, através de fotografias antigas. Serve refeições ligeiras (tostas, saladas, pastelaria, gelados) e, tal como no veículo, tem lugares sentados e em pé. Há ainda uma pequena esplanada.