LISBON’S 10 MOST BEAUTIFUL PALACES

OS 10 MAIS BELOS PALÁCIOS DE LISBOA

Numerous royal palaces and noble mansions were built in Lisbon and in its surroundings over the centuries. The king’s official residence was once the Castle of St. George, but later moved to Ribeira Palace which was destroyed in the 1755 earthquake. The royal residences after that were built away from downtown, as is the case of Ajuda Palace and those in Sintra that are true fairytales.
Those who like to go back in time, and who appreciate architecture and local history should look for these beautiful palaces when visiting Lisbon. Many of them are reminders of a time when Portugal’s was the world’s richest royal family, although the earthquake and Napoleon depleted many interiors of their treasures.

Vários palácios reais e palacetes foram construídos em Lisboa e arredores ao longo dos séculos. A residência oficial do rei já foi no Castelo de São Jorge, depois passou para o Paço da Ribeira que foi destruído no terramoto de 1755, e os que surgiram mais tarde foram erguidos em locais já fora do centro da cidade, como é o caso do da Ajuda e os de Sintra que são verdadeiros contos de fadas.
Quem gosta de recuar no tempo, ou é apreciador de arquitetura e história, deve procurar estes belos palácios numa visita a Lisboa. Muitos deles são relíquias de uma época em que a família real portuguesa era a mais rica do mundo, apesar de muitos dos tesouros que preenchiam os interiores destes espaços terem desaparecido com o terramoto e mais tarde com a invasão francesa.

Palacio da Pena, Sintra

PALÁCIO DA PENA

Before the great Bavarian fantasy that is Neuschwanstein, there was fairytale Pena just outside Lisbon. It was a dream-come-true for the king, found up on a hill in Sintra, mixing several architectural styles which makes it one of Europe’s finest Romantic constructions.


Antes da grande fantasia que é Neuschwanstein na Baviera, já existia o Palácio da Pena, um verdadeiro conto de fadas às portas de Lisboa. Foi um sonho tornado realidade para o rei, construído na serra de Sintra, misturando vários estilos arquitetónicos que fazem dele um dos mais emblemáticos exemplos do Romantismo na Europa.

Palacio de Queluz

PALÁCIO DE QUELUZ

Inspired by France’s Versailles, the Portuguese royal family built this beautiful rococo palace as a summer home but it eventually became the official residence. The interior is splendid, but it’s best known for the gardens dotted with mythological statues and fountains.


Inspirada no palácio de Versailles em França, a família real portuguesa decidiu construir um belo palácio rococó como sua residência de férias, tendo no entanto acabado como palácio oficial. O interior é magnífico mas são os jardins e suas estátuas e fontes mitológicas que atraem grande parte da atenção de quem visita.

Palacio e Convento de Mafra

PALÁCIO DE MAFRA

It’s one of the world’s biggest palaces, and its construction almost bankrupted the nation at a time when there was no IMF or European Union to bail a country out of debt. The gold found in Brazil paid for everything, a grandiose baroque building that doubled as a convent and royal palace. The story of its construction is the background of the classic “Baltasar and Blimunda” by Portugal’s Nobel Prize author José Saramago.


É um dos maiores palácios do mundo, e a sua construção quase levou à falência da nação numa época em que ainda não existia FMI ou União Europeia para a salvação das finanças de um país. O ouro encontrado no Brasil acabou por pagar por tudo, um grandioso edifício barroco para servir de convento e palácio real. A história da sua construção é contada em “Memorial do Convento,” uma das obras clássicas do Nobel português José Saramago.

Palacio Nacional de Sintra

PALÁCIO NACIONAL DE SINTRA

The two gigantic cones rising from this palace (one of the country’s oldest and once home to Prince Henry the Navigator) are chimneys of a kitchen where banquets (that apparently were authentic food orgies) were prepared. The rest of the interior presents beautifully-painted ceilings and extraordinary tile panels.


As duas gigantescas chaminés deste palácio (um dos mais antigos do país e durante algum tempo residência do Infante D. Henrique), pertencem a uma cozinha onde eram preparados banquetes que aparentemente só podiam ser autênticas orgias. O resto do interior apresenta belas pinturas nos tetos e painéis de azulejos extraordinários.

Palacio da Ajuda, Lisboa

PALÁCIO DA AJUDA

Because most of downtown Lisbon was destroyed in the earthquake of 1755, the royal family decided to build their new home on the hill of Ajuda which escaped the destruction. In this safer location there were plans for one of the world’s biggest palaces, with gardens cascading down the hill all the way to the river. With the French invasion in the 19th century and the end of monarchy a few decades later, only about one fifth of the original plan was built, but it’s still quite a large palace, with the best royal collection of decorative art.


Quando a Baixa foi completamente destruída no terramoto de 1755, a família real decidiu construir a sua nova residência na colina da Ajuda que tinha escapado à destruição. Para este local mais seguro haviam planos para um dos maiores palácios do mundo, com jardins a descer até ao rio. Com a invasão francesa e o fim da monarquia algumas décadas mais tarde, apenas cerca de um quinto do plano original foi concluido, mas o que se vê já é um enorme palácio, apresentando grande parte da coleção de artes decorativas da família real.

Palacio dos Marqueses de Fronteira, Lisboa

PALÁCIO DOS MARQUESES DE FRONTEIRA

This residence of a noble family was built in the 17th century in what was Lisbon’s surrounding countryside. It now looks more like a suburb, but this palace is a real treasure to be discovered, especially because it presents one of the world’s richest tile collections. A guided tour brings everything to life, including the magnificent gardens.


Esta residência de uma família nobre foi construída no século XVII quando esta zona de Lisboa ainda era campo. Agora parece mais um subúrbio, mas este palácio é um verdadeiro tesouro a ser descoberto, especialmente pela sua coleção monumental de azulejos. Uma visita guiada explica tudo, passando também pelos magníficos jardins.

Palacio de Monserrate, Sintra

PALÁCIO DE MONSERRATE

This is one of Portugal’s most exotic buildings, a palace owned by several millionaires throughout time, including English novelist William Beckford. Mixing several architectural styles, it is surrounded by a magnificent botanical garden and its interior has been carefully restored.


Este é um dos edifícios mais exóticos de Portugal, um palácio que já foi propriedade de vários milionários, incluindo o escritor inglês William Beckford. Misturando vários estilos arquitetónicos, o edifício encontra-se rodeado por um magnífico jardim botânico e o seu interior foi cuidadosamente restaurado.

Palacio da Quinta da Regaleira, Sintra

PALÁCIO DA QUINTA DA REGALEIRA

The palace itself is often called “the Palace of the Millions.” It’s part of the Regaleira estate, created by a millionaire who wanted an exquisite home that ended up transformed into quite a mystical place. It includes gargoyles on the main building’s façade and a park with an enigmatic system of tunnels.


Este palácio também é conhecido por “Palácio dos Milhões.” É o palácio da Quinta da Regaleira, uma criação de um milionário que imaginou uma residência extraordinária e que acabou por se transformar num cenário místico. Inclui gárgulas na fachada do edifício principal e um parque com um enigmático sistema de túneis.

Palacio de Belem, Lisboa

PALÁCIO DE BELÉM

Now the official home of the Portuguese president, this “pink house” was originally built in the 16th century. Its current appearance is the result of a renovation in the 19th century, and now includes a museum dedicated to all of the presidents of the Republic.


Agora a residência oficial do Presidente da República, esta “casa cor-de-rosa” foi originalmente construída no século XVI. A sua aparência atual é o resultado de uma renovação no século XIX, e agora inclui um museu dedicado a todos os presidentes do país.

Palacio de São Bento, Lisboa

PALÁCIO DE SÃO BENTO

It was born as a monastery in the 16th century but was renovated and turned into a big neoclassical palace for Portugal’s parliament. Behind it is a sculpture-filled garden which you may visit when it occasionally hosts temporary art exhibits.


Nasceu como mosteiro no século XVI mas foi renovado e transformado num grande palácio neoclássico para a Assembleia da República. Nas traseiras encontra-se um jardim embelezado com estátuas que pode ser visitado quando o palácio apresenta exposições temporárias.

Link LINK: http://www.lisbonlux.com/magazine/lisbons-10-most-beautiful-palaces/



Leave a Comment: | Deixe o seu comentário: