Lisbon Tourism Guide
Lisbon Lux FacebookLisbon Lux TwitterLisbon Lux on Google PlusLisbon Lux on Instagram

HOME | INÍCIO
[ THE ESSENTIAL LISBON TOURISM & INSIDER'S CITY GUIDE ] [ O GUIA ESSENCIAL DE TURISMO E DA CIDADE DE LISBOA ]


The Best of Lisbon | O Melhor de Lisboa

The Lisbon Tile Art Guide

Guia dos Azulejos de Lisboa
Azulejos, Lisboa

While the rest of Europe painted on canvas, many artists in Portugal preferred to paint on tile. The richness of the cultural iconography on tile is on a par with that found on canvas, illustrating the same themes (often religious) but also inspired by Chinese and Indian art and Flemish painting.
Ceramic tile decoration is believed to have originated in Persia, adopted throughout the Moorish world, moving up to southern Spain and much of Iberia. But it was in Portugal that the art of tile decoration really evolved.
Tilework is the national art, and nowhere else in the world did it achieve such an outstanding quality and variety of uses. From vibrant patterns to historical images, tiles ("azulejos") cover most of Portugal's streets, from humble houses to palaces. In Lisbon you may admire a huge variety of panels by walking around the city, especially in Alfama. You'll inevitably stop to see beautiful azulejos in a variety of styles, from the baroque to the Art Nouveau, many covering façades dating from the late-1700s and 1800s, now often sadly damaged or incomplete.
More contemporary designs cover most of the city's Metro stations, which make up a true gallery of contemporary tilework. Some of the best examples are in Oriente Station, which includes works by local and foreign artists.
These are the top 10 places you should not miss for the best tile art in Lisbon:

Enquanto no resto da Europa pintava-se em tela, muitos artistas em Portugal pintavam em azulejos. A rica cultura iconográfica da azulejaria portuguesa anda a par da grande pintura em tela, sendo os temas semelhantes (na sua maioria temas sagrados), mas também revelando influências das artes chinesa e indiana, e da pintura flamenga.
A arte do azulejo teve origem na Pérsia e espalhou-se pelo mundo árabe e Peninsula Ibérica, mas foi em Portugal que realmente evoluiu. A azulejaria é a arte nacional, e em nenhuma outra parte do mundo alcançou uma qualidade tão excecional e uma maior variedade de aplicações. Com padrões geométricos ou imagens históricas, os azulejos decoram a maioria das ruas do país, desde as casas mais humildes aos palacetes.
Em Lisboa é possível admirar-se uma grande variedade de painéis nas ruas, sobretudo em Alfama, onde muitos param para admirar uma variedade de estilos, do barroco à Art Nouveau, em fachadas dos séculos XVIII e XIX, com painéis agora infelizmente danificados ou incompletos.
Os azulejos também decoram a maioria das estações do Metro de Lisboa, que são verdadeiras galerias de azulejos contemporâneos. Alguns dos melhores exemplos encontram-se na Estação do Oriente, que inclui obras de artistas nacionais e estrangeiros.
Eis dez sítios onde pode admirar o melhor da azulejaria em Lisboa:


Lisbon's Top 10 Tile Attractions

As 10 Grandes Atrações da Azulejaria de Lisboa

Museu do Azulejo, Lisboa

1 | Museu do Azulejo »

Housed in a magnificent building from the 1500s, this museum showcases the art and production of tile from the 15th century to the present. Its precious collection includes several Portuguese and foreign masterpieces, making it a world-class institution. The permanent exhibition illustrates the long history of tiled art and the influences from various cultures, from the Arabic to Italian-Flemish, Spanish, Dutch and Asian.

Instalado num magnífico edifício do século XVI, este museu revela a produção e a arte do azulejo desde o século XV à atualidade. A preciosa coleção inclui várias obras primas portuguesas e estrangeiras, fazendo do museu uma instituição de referência nacional e internacional. A exposição permanente ilustra a longa história da azulejaria e as influências de várias culturas, desde a árabe à italo-flamenga, espanhola, holandesa e oriental.

Palácio dos Marqueses de Fronteira, Lisboa

2 | Palácio dos Marqueses de Fronteira »

Most of this palace's outstanding tile collection dates from between 1660 and 1670, covering much of the interior and the impressive garden outside. It's one of the most extraordinary tiled works of art in the world, mixing Portuguese and Dutch examples next to various decorative sculptures.

A maior parte do conjunto notabilíssimo de azulejos deste palácio foi colocada entre 1660 e 1670, estendendo-se pelo interior e pelo impressionante jardim. É uma das obras mais extraordinárias em azulejo do mundo, misturando obras portuguesas e holandesas junto a várias esculturas decorativas.


Mosteiro de São Vicente de Fora, Lisboa

3 | Mosteiro de São Vicente de Fora »

This monastery has the most extensive collection of baroque tiles in the world, including a curious series of 38 panels illustrating the fables of La Fontaine. Another highlight is the panel depicting King Afonso Henriques' siege of Lisbon.

Este mosteiro possui o mais vasto conjunto de azulejos barrocos do mundo, incluindo uma curiosa série de 38 painéis que ilustram as fábulas de La Fontaine. Destaca-se ainda o painel representando D. Afonso Henriques na conquista de Lisboa.

Fábrica Sant'Anna, Lisboa

4 | Fábrica Sant'Anna »

It's one of the main factories in the country (founded in 1741) and can be visited, allowing you to watch the artists in their hand-painting process. It also has a shop with (re)productions that are exported worldwide.

É uma das principais fábricas do país (fundada em 1741) e pode ser visitada, permitindo observar os artesãos no processo da pintura manual. Tem também uma loja onde apresenta as suas (re)produções, que são exportadas para todo o mundo.

Viúva Lamego, Lisboa

5 | Fábrica Viúva Lamego »

The Viúva Lamego factory has produced a large part of the countless tiles found in Lisbon and around the country. Its shop's building on Largo do Intendente is one of Lisbon's biggest curiosities, with its façade completely covered in colorful tiles.

A fábrica Viúva Lamego tem sido responsável por inúmeras obras de azulejos espalhadas por Lisboa e pelo país. O edifício no Largo do Intendente, onde se encontra a loja, é um dos mais curiosos da cidade, com uma fachada completamente coberta de azulejos coloridos.

Convento dos Cardaes, Lisboa

6 | Convento dos Cardaes »

This convent has an important group of eleven figurative blue-and-white tiles dating from 1692. They were created by Dutch artist Jan van Oort (of one of Amsterdam's leading workshops at the time), and tell the story of St. Teresa of Avila, who was venerated at this convent. Other works (of Portuguese production) can be seen in a guided tour of the building.

Este convento apresenta um conjunto importante de onze painéis figurativos de azulejos azuis e brancos de 1692. São da autoria do holandês Jan van Oort (que tinha uma das principais fábricas de azulejos em Amesterdão) e narram a história de Santa Teresa de Ávila, que era venerada neste convento. Outras obras (de produção nacional) encontram-se numa visita guiada pelo edifício.

Palácio Nacional de Sintra, Lisboa

7 | Palácio Nacional de Sintra »

This is one of the few surviving medieval royal palaces in the world, and contains the biggest collection of hispano-arab tiles (from Seville, Spain) in Europe. Its Sala dos Brasões (Coat-of-Arms Room) also has an important collection of baroque tiles, created by one of the main Portuguese artists of the 18th century, simply known as Master P.M.P.

Este é um dos poucos palácios reais medievais do mundo que ainda sobrevivem, e possui a maior coleção de azulejos hispano-mouriscos (com origem em Sevilha) da Europa. Na Sala dos Brasões também se encontra uma importante coleção de azulejos barrocos, da autoria de um dos mais destacáveis pintores do século XVIII, conhecido por Mestre P.M.P.

Palácio Pimenta, Lisboa

8 | Palácio Pimenta »

Pimenta Palace, built in the 18th century, is now part of the Lisbon Museum, and features a series of mostly blue-and-white tiles. Many are part of the building, others belong to the museum's collection. The majority is of the Baroque and Rococo periods, including those of the old kitchen with images relating to fishing and hunting, and with an African woman preparing fish. In other rooms and down the grand staircase are notable polychrome tiles and chinoiserie panels.

O Palácio Pimenta, casa nobre de meados do século XVIII, faz agora parte do Museu de Lisboa, e apresenta elementos decorativos da época, incluindo azulejos azuis e brancos. Muitos são originais do edifício, outros pertencem à coleção do museu, sendo a maioria dos periodos barroco e rococó. Destaca-se a antiga cozinha com figuras de pesca e de caça, com uma africana a amanhar peixe. Noutras salas e na escadaria nobre encontram-se azulejos policromos e uns curiosos painéis de chinoiserie.

Palácio de Queluz, Lisboa

9 | Palácio Nacional de Queluz »

This palace is best known for its beautiful gardens and rococo architecture, but also has a remarkable tiled attraction. That's the tiles canal, decorated in 1756 with blue-and-white panels.
Inside, the Corredor das Mangas room is lined with neoclassical polychrome tiles depicting the seasons, the continents and scenes from classical mythology.

Este palácio é mais conhecido pelos seus belos jardins e pela arquitetura rococó, mas também possui uma obra notável em azulejos. Trata-se do Canal dos Azulejos de 1756, com paredes decoradas com painéis azuis e brancos.
No interior do palácio, o Corredor das Mangas é uma sala revestida a azulejos policromáticos neoclássicos, representando as estações do ano, os continentes e cenas da mitologia clássica.

Loja dos Descobrimentos, Lisboa

10 | The Shops | As Lojas

Be sure to visit the various tile shops in the city which offer original pieces and reproductions at various prices. Solar is more like a museum of antique tiles, while Loja dos Descobrimentos presents more affordable reproductions. At D'Orey & Cardoso you'll find a good mix of antiques and reproductions.

Não deixe de visitar as várias lojas de azulejos em Lisboa, onde se encontram peças originais e reproduções a vários preços. A Solar é um verdadeiro museu de azulejos antigos, enquanto a Loja dos Descobrimentos apresenta reproduções mais acessíveis. Na D'Orey & Cardoso encontrará uma boa mistura de azulejos antigos e reproduções.




LIKE THIS? SHARE IT! | GOSTA? PARTILHE!

Do You Follow Lisbon? | Segue Lisboa?
Lisbon Facebook Page
Lisbon Lux FacebookFACEBOOK.COM/LISBONLUX
Lisbon Lux on InstagramINSTAGRAM.COM/LISBONGUIDE


SEARCH LISBON: | PROCURE LISBOA:


YOU WILL ALSO LIKE: | TAMBÉM VAI GOSTAR:

The Guide to the Luminous City | O Guia da Cidade Luminosa

Lisbon Lux Facebook
LISBON FACEBOOK
O FACEBOOK DE LISBOA

Follow Lisbon on Facebook. Your daily connection to what's new and noteworthy in the city.


Siga Lisboa no Facebook. A sua ligação diária a tudo o que há de novo e de notável na cidade.


Hotels
HOTELS
HOTÉIS

The easiest way to find hotels in Lisbon, for every taste and budget:
SEARCH FOR YOUR HOTEL


A maneira mais fácil de encontrar hotéis em Lisboa, para todos os gostos e carteiras:
ENCONTRE O SEU HOTEL


Lisboa Card
FREE LISBON:
LISBOA GRÁTIS:

Lisbon's trams, buses, Metro, trains to Sintra and Cascais, and many of the major monuments and museums are free, and many other attractions offer reduced admission with the LISBOA CARD


Os eléctricos (bondes), autocarros (ônibus), metro e comboios (trens) para Sintra e Cascais, assim como muitos dos principais monumentos e museus, são gratuitos, e muitas outras atrações oferecem desconto com o LISBOA CARD


Tours
TOURS
PASSEIOS

See Lisbon on foot, from an open-tup bus, tram, or even boat or helicopter, or take a day trip to Sintra, the beaches of Cascais and Estoril, or even to Évora or Fátima. Check out all the available LISBON TOURS


Passeie por Lisboa a pé, num autocarro panorâmico, de eléctrico, ou até de barco ou helicóptero, ou vá até Sintra, à costa de Cascais e Estoril, ou até Évora ou Fátima. Veja todos os PASSEIOS POR LISBOA