Lisbon Tourism Guide
Lisbon Lux FacebookLisbon Lux TwitterLisbon Lux on Google PlusLisbon Lux on Instagram

HOME | INÍCIO
[ THE ESSENTIAL LISBON TOURISM & INSIDER'S CITY GUIDE ] [ O GUIA ESSENCIAL DE TURISMO E DA CIDADE DE LISBOA ]


A Walk Through Mouraria

Um passeio pela Mouraria
Mouraria, Lisboa

When the crusaders conquered Lisbon in 1147, king Afonso Henriques allowed those Muslims who wished to continue living in the city to be confined to a neighborhood outside the city walls, creating the Mouraria (Moorish quarter). That was until 1497, when all Muslims and Jews were expelled from Portugal. However, five centuries later, Mouraria is once again Lisbon’s most multiethnic neighborhood. About a fifth of the population is of Asian origin, mainly from China, Bangladesh, India and Pakistan, which explains the large number of ethnic restaurants in the area. Little remains of the 12th-century Mouraria, but the neighborhood preserves a rich heritage. It’s also known as the birthplace of Fado, since it was where the legendary Maria Severa began to take that music of the people to the aristocratic homes in the 1800s. Several other great Fado names, like Mariza and Fernando Maurício, were also born, raised or sang in the neighborhood. It’s a neighborhood that had become rather run-down in the last few decades, but a recent renovation of buildings has attracted new residents and visitors. It has some of the most picturesque and authentic streets and alleys in the city, and you can see them all by following this route:

Quando os cruzados conquistaram Lisboa em 1147, D. Afonso Henriques permitiu que os muçulmanos que quisessem continuar a viver na cidade ficassem confinados a um bairro fora das muralhas, e assim nasceu a Mouraria. Foi assim até 1497, quando todos os muçulmanos e judeus foram expulsos de Portugal. No entanto, cinco séculos mais tarde, a Mouraria voltou a ser o bairro mais multicultural de Lisboa. Cerca de um quinto da população é de origem asiática, sobretudo da China, Bangladesh, Índia e Paquistão, o que explica o grande número de restaurantes étnicos na zona. Pouco resta da Mouraria do século XII, mas o bairro mantém uma grande riqueza patrimonial. É também conhecido como o berço do Fado, pois foi onde a mítica Maria Severa começou a levar a música do povo aos salões aristocratas no século XIX. Vários outros grandes nomes do Fado, como Mariza e Fernando Maurício, também nasceram, cresceram ou cantaram no bairro. É um bairro que se degradou nas últimas décadas, mas a recuperação de edifícios tem atraído novos residentes e visitantes. Tem algumas das ruas e recantos mais pitorescos e autênticos da cidade, que pode ficar a conhecer neste percurso:



Rua do Regedor, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa

Start on Rua do Regedor (1), by Rua da Madalena. You will see a Manueline portal (2) which gave access to a palace where Eleanor of Portugal, daughter of King Duarte, was married to Frederick III of Germany in 1452. Walking past tile-covered façades (3), you arrive at Largo de São Cristóvão (4), site of St. Christopher’s Church (5) and where you see a mural paying tribute to Fado, created in 2012 down Escadinhas de São Cristóvão (6). Turning right around the church, up the steps of Beco de São Francisco (7), and turning left (8), you reach Largo da Achada (9), with its small drinking fountain (10) and a piece of street art by Italian artist Andrea Tarli (11). It’s also here that you find one of the city’s oldest houses, dating from the 1500s and still with its curious gothic windows (12).

Comece na Rua do Regedor (1), junto à Rua da Madalena. Vai encontrar um portal manuelino (2), que dava acesso a um palácio onde se casou D. Leonor, filha do rei D. Duarte, com Frederico III da Alemanha, em 1452. Passando fachadas cobertas de azulejos (3), chega-se ao Largo de São Cristóvão (4), onde se encontra a Igreja de São Cristóvão (5) e se vê um mural realizado em 2012 dedicado ao Fado nas Escadinhas de São Cristóvão (6). Virando à direita na igreja, subindo as escadas do Beco de São Francisco (7), e seguindo pela esquerda (8), chega-se ao Largo da Achada (9), com um pequeno chafariz ao centro (10), e onde se vê uma obra de arte urbana do artista italiano Andrea Tarli (11). É aqui que também se encontra uma das casas mais antigas da cidade, com origem no século XVI e ainda com curiosas janelas ogivais (12).

Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa

Continue down Rua da Achada (13), and take the steps down Beco das Flores, which take you to Rua das Farinhas. Turn right, and Rua das Farinhas (14) ends at Largo da Rosa (15). From here you can see the castle, and find the 17th-century Palácio da Rosa (16) next to the church of St. Lawrence. The Church is not open to the public, and the palace has had a project to become a hotel for several years now… Going down the stairs across from the church (17) and going around a tile-covered building on Calçada de São Lourenço (18) you reach the narrow Rua de São Lourenço, where you turn left. At the end of the street you arrive at the calm Largo dos Trigueiros (19), where the only thing you hear in the morning is the sound of the water of its small fountain. This is where you step into an open-air gallery, with several portraits of the neighborhood’s old residents on the façades, a tribute by British photographer Camilla Watson, who has her studio nearby. See some of the portraits on Beco das Farinhas (20) (21) (22), and return to Largo dos Trigueiros. Go down the stairs (23) to Rua do Arco do Marquês de Alegrete and head right towards Martim Moniz Square, where you find the small Church of Our Lady of Good Health (24). A few steps further is a Manueline portal (25) that was part of the old Colégio dos Meninos Órfãos, a charity house from 1549. It’s closed, but it hides a remarkable set of tile panels from the 1700s with scenes from the Old and the New Testament (26), which can only be seen on rare guided tours.

Continue pela Rua da Achada (13), e siga pelas escadas do Beco das Flores, que descem até à Rua das Farinhas. Vire à direita, e a Rua das Farinhas (14) termina no Largo da Rosa (15). Daqui avista-se o castelo e encontra-se o Palácio da Rosa (16), do século XVII, colado à Igreja de São Lourenço. A Igreja não se encontra aberta ao público, e o palácio tem há já vários anos um projeto para transformar-se em hotel... Descendo as escadas em frente à igreja (17) e passando um edifício coberto de azulejos na Calçada de São Lourenço (18) chega-se à estreita Rua de São Lourenço, onde se deve virar à esquerda. Ao fim da rua chega-se ao calmo Largo dos Trigueiros (19), onde de manhã só se ouve a água do pequeno chafariz central. É aqui que se entra numa galeria ao ar livre, com vários retratos dos velhos moradores da Mouraria nas fachadas, um tributo da fotógrafa britânica Camilla Watson, que tem aqui o seu atelier. Veja alguns dos retratos no Beco das Farinhas (20) (21) (22), e regresse ao Largo dos Trigueiros, descendo depois as escadas (23) até à Rua do Arco do Marquês de Alegrete. Siga para a direita em direção à Praça Martim Moniz, onde se encontra a pequena Igreja de Nossa Senhora da Saúde (24). Uns poucos passos mais à frente encontra-se um portal manuelino (25), parte do antigo Colégio dos Meninos Órfãos, uma instituição de caridade de 1549. Encontra-se fechado, mas esconde um impressionante conjunto de painéis de azulejos setecentistas com passagens do Antigo e do Novo Testamento (26), que só é visto em raras visitas guiadas.

Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa

A few steps away is Rua do Capelão, a street known as "the street of Fado," with a Portuguese guitar carved on a block of marble honoring Mouraria as the cradle of Lisbon’s traditional music (27). Down Rua do Capelão is another open-air gallery, this time showing "Portraits of Fado" celebrating the voices that were born, raised or that sang in Mouraria, from Maria Severa (28) to Amália Rodrigues and her contemporaries (29). It’s also where you find Casa da Severa (30), the house where singer Maria Severa Onofriana was born and lived, recently renovated and now a stage for Fado nights. It faces the picturesque Largo da Severa, the center of a neighborhood that escaped the 1755 earthquake.

Um pouco mais à frente chega-se à Rua do Capelão, conhecida como “a rua do Fado”, com uma guitarra portuguesa esculpida num bloco de mármore (27), homenageando a Mouraria como berço da canção de Lisboa. Seguindo pela Rua do Capelão, entra-se noutra galeria a céu aberto, desta vez expondo “Retratos do Fado”, celebrando as vozes que nasceram, cresceram ou que cantaram na Mouraria, desde a Maria Severa (28) a Amália Rodrigues e seus contemporâneos (29). É aqui que se encontra a Casa da Severa (30), casa onde nasceu e viveu a fadista Maria Severa Onofriana, recentemente recuperada e hoje palco de noites de Fado. Segue-se o pitoresco Largo da Severa, centro do bairro que escapou ao terramoto de 1755.

Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa
Mouraria, Lisboa

Turn to Beco do Jasmim (31), where you reach another picturesque corner (32). Turning right, you arrive at Rua João do Outeiro (33), where you find one of the city’s most traditional restaurants, the popular Zé da Mouraria, which only opens for lunch. A few feet away is Casa Fernando Maurício, a small museum inaugurated in 2015, dedicated to Fado singer Fernando Maurício, known as the "King of Mouraria" and the second most popular personality in the neighborhood after Maria Severa. With only three rooms, the museum celebrates the life of the singer through his personal objects, awards, photographs and recordings.

Vire para o Beco do Jasmim (31), onde se chega a outro recanto pitoresco (32). Virando novamente à direita, chega-se à Rua João do Outeiro (33), onde se encontra um dos restaurantes mais tradicionais da cidade, o popular Zé da Mouraria, aberto apenas ao almoço. Mais à frente chega-se à Casa Fernando Maurício, um pequeno museu inaugurado em 2015, dedicado ao fadista Fernando Maurício, conhecido como o “Rei da Mouraria” e a segunda figura mais ligada ao bairro a seguir à Severa. Com apenas três salas, a casa celebra a vida do fadista através de objetos pessoais, prémios, fotografias e discos.

Mouraria, Lisboa
Chafariz do Intendente, Lisboa
Intendente, Lisboa
Largo do Intendente, Lisboa
Viúva Lamego, Intendente, Lisboa


Turning left (34), you return to Rua da Mouraria, where you turn right and then left towards Martim Moniz Square (35), and follow the busy Rua da Palma on the right. Here you step into a small "Chinatown," and find one of the several monumental drinking fountains in the city, this one built in 1824 in neoclassical style, and crowned by an armillary sphere (36). Almost directly across the street is one of the city’s most beautiful buildings, dating from 1908 and now a hotel (37). It’s a building that marks the entrance to Largo do Intendente (38), a square known for its iconic tile-covered façade (39). Next door is the beautiful A Vida Portuguesa store, full of "made in Portugal" products.


Virando à esquerda (34) regressa-se à Rua da Mouraria, onde se deve virar à direita e depois à esquerda em direção à Praça Martim Moniz (35), e seguir pela movimentada Rua da Palma à direita. Aqui entra-se numa pequena “Chinatown”, e encontra-se um dos vários chafarizes monumentais da cidade, este construído em 1824 em estilo neoclássico, e coroado por uma esfera armilar (36). Quase em frente vê-se um dos mais belos edifícios da cidade, de 1908, hoje transformado em hotel (37). É um edifício que marca a entrada do Largo do Intendente (38), conhecido pela emblemática fachada em azulejos (39). Ao lado fica a bela loja A Vida Portuguesa, cheia de produtos “made in Portugal”.

Mouraria, Lisboa

Returning to Rua da Palma, your walk should end back at Praça Martim Moniz (40), where you can relax savoring the flavors of the world from the several food stalls scattered around the square.

Voltando à Rua da Palma, o passeio deve terminar com um regresso à Praça Martim Moniz (40), onde se pode descansar provando os sabores do mundo em vários quiosques espalhados pela praça.




LIKE THIS? SHARE IT! | GOSTA? PARTILHE!

Do You Follow Lisbon? | Segue Lisboa?
Lisbon Facebook Page
Lisbon Lux FacebookFACEBOOK.COM/LISBONLUX
Lisbon Lux on InstagramINSTAGRAM.COM/LISBONGUIDE


RECOMMENDATIONS: | RECOMENDAÇÕES:


LISBON DEALS RIGHT NOW: | PROMOÇÕES EM LISBOA: Booking.com

FIND YOUR HOTEL: | ENCONTRE O SEU HOTEL:
Booking.com


SEARCH LISBON: | PROCURE LISBOA:


The Guide to the Luminous City | O Guia da Cidade Luminosa

Lisbon Lux Facebook
LISBON FACEBOOK
O FACEBOOK DE LISBOA

Follow Lisbon on Facebook. Your daily connection to what's new and noteworthy in the city.


Siga Lisboa no Facebook. A sua ligação diária a tudo o que há de novo e de notável na cidade.


Hotels
HOTELS
HOTÉIS

The easiest way to find hotels in Lisbon, for every taste and budget:
SEARCH FOR YOUR HOTEL


A maneira mais fácil de encontrar hotéis em Lisboa, para todos os gostos e carteiras:
ENCONTRE O SEU HOTEL


Lisboa Card
FREE LISBON:
LISBOA GRÁTIS:

Lisbon's trams, buses, Metro, trains to Sintra and Cascais, and many of the major monuments and museums are free, and many other attractions offer reduced admission with the LISBOA CARD


Os eléctricos (bondes), autocarros (ônibus), metro e comboios (trens) para Sintra e Cascais, assim como muitos dos principais monumentos e museus, são gratuitos, e muitas outras atrações oferecem desconto com o LISBOA CARD


Tours
TOURS
PASSEIOS

See Lisbon on foot, from an open-tup bus, tram, or even boat or helicopter, or take a day trip to Sintra, the beaches of Cascais and Estoril, or even to Évora or Fátima. Check out all the available LISBON TOURS


Passeie por Lisboa a pé, num autocarro panorâmico, de eléctrico, ou até de barco ou helicóptero, ou vá até Sintra, à costa de Cascais e Estoril, ou até Évora ou Fátima. Veja todos os PASSEIOS POR LISBOA