Comercio Square, Past and Present

Praça do Comércio, Lisboa

This square has had many lives. It was the site of the royal palace (when it was still called “Terreiro do Paço”), after the 1755 earthquake it became the grand entrance to the city for those arriving by boat, and for many years throughout the 20th century it was used as a parking lot.
It’s now pedestrianized on two of its sides, but still gets plenty of traffic from trams and buses. It just doesn’t need a traffic cop as pictured in black and white above. You no longer see horse-drawn carriages passing by either. Today, it’s mostly tourists and locals who you see crossing the city’s biggest square, for a waterfront stroll.

Praça do Comércio, Passado e Presente

Esta praça já teve muitas vidas. Já foi onde se situava o palácio real (quando ainda se chamava Terreiro do Paço), depois de terramoto de 1755 passou a ser a grande entrada para a cidade para quem chegava de barco, e durante muitos anos durante o século XX foi um parque de estacionamento.
Hoje tem o trânsito cortado em dois dos lados, mas continua a ser uma praça muito movimentada, sobretudo com eléctricos e autocarros. Só não precisa de um polícia sinaleiro como na foto a preto e branco acima. Também já não se vêem carroças a passar. Hoje o que mais passa pela maior praça da cidade são turistas e lisboetas para passeios junto ao Tejo.

Lisbon, 1960’s

Cristo Rei, Ponte 25 de Abril, Lisboa

Although the date of this photo is unknown, it’s most likely from the late 1960s. It shows two major public works of the Salazar regime, perhaps the two most emblematic, the monument to Christ and 25 de Abril Bridge. They had both been completed recently, the bridge was still called Salazar Bridge, and there was little traffic crossing the river.
The image of Christ was an inspiration of the Lisbon cardinal three years after the inauguration of the famous statue in Rio de Janeiro, after a visit to Brazil. However, the monument in Lisbon was only built in 1949 and officially inaugurated ten years later, in thanks to God for having protected Lisbon from World War II.
It’s now possible to go up the pedestal for a panoramic view of Lisbon, with Christ opening his arms to the city.

Lisboa, Anos 60

É desconhecida a data em que esta fotografia foi tirada, mas calcula-se que tenha sido nos finais dos anos 60. Mostra duas grandes obras do Estado Novo, talvez as mais emblemáticas, o monumento ao Cristo Rei e a Ponte 25 de Abril. Tinham ambas sido concluídas há pouco tempo, a ponte ainda se chamava Ponte Salazar, e havia pouco trânsito a atravessar o Tejo.
A imagem de Cristo foi uma inspiração do cardeal-patriarca de Lisboa três anos depois da inauguração da famosa estátua no Rio de Janeiro, após uma visita ao Brasil. No entanto, só em 1949 é que o monumento foi construído em Lisboa, sendo oficialmente inaugurado dez anos depois, em agradecimento a Deus por ter livrado Lisboa da Segunda Guerra Mundial.
É hoje possível subir o pedestal para uma vista panorâmica de Lisboa, com Cristo de braços abertos à cidade.

The Face on the Door

Paul Neberra, Lisbon

German-born Portuguese artist Paul Neberra was invited to paint the door of the Teatro do Bairro theater in Bairro Alto. It was the first time he spray-painted, as he mostly uses acrylics and oils.
He defines his work as a mix of pop, gothic, and surrealist culture, in an underground style inspired by street art.

O Rosto na Porta

O artista português nascido na Alemanha, Paul Neberra, foi convidado a pintar a porta do Teatro do Bairro no Bairro Alto. Foi a primeira vez que utilizou spray, pois as suas obras costumam ser feitas com acrílicos e óleo. O artista define o seu trabalho como uma mistura das culturas pop, gótica, e surrealista, num estilo underground inspirado na “street art”.

Street Artists “Vhils” and “Pixel Pancho’s” Android in Lisbon

Vhils and Pixel Pancho mural, Lisbon

After sculpting faces into a couple of walls in Lisbon, street artist Alexandre Farto a.k.a. Vhils has now teamed up with Italian artist Pixel Pancho. They spent four days working on a wall on the Jardim do Tabaco waterfront, and the new mural blends the style of the two. There’s PixelPancho’s signature robotic imagery and Vhils’ chiseled portrait, creating the image of an android destroying a boat with his hand.
If you go see it in person, you may also find real boats just steps away, as this is by one of Lisbon’s cruise terminals.

O Androide dos Artistas Vhils e Pixel Pancho em Lisboa

Depois de esculpir rostos pelas ruas de Lisboa, o artista Alexandre Farto (mais conhecido por “Vhils”) juntou-se ao artista italiano Pixel Pancho e passou quatro dias a trabalhar numa obra junto ao rio no Jardim do Tabaco. O mural mistura o estilo dos dois, com figuras robóticas que são a imagem de marca de Pixel Pancho, e um típico rosto esculpido por Vhils. Foi assim criada uma imagem de um androide destruindo um barco com a mão, e quem for vê-la de perto poderá também deparar-se com barcos verdadeiros, pois a obra encontra-se junto de um dos terminais de cruzeiros da cidade.

September 11 Memorial

September 11 Memorial in Lisbon

Portugal was the first country to honor the victims of the attacks of September 11, 2001 (which included Portuguese citizens). It happened just a month later in Lisbon, with a steel replica of the wreckage of New York’s Twin Towers, created by sculptor Augusto Cid. It’s about 20 feet tall and was placed at the intersection of Avenida de Roma and Avenida dos Estados Unidos da América, right outside one of the exits of the Roma subway station.

Monumento ao 11 de Setembro

Portugal foi o primeiro país do mundo a homenagear as vítimas dos atentados de 11 de setembro de 2001, que incluíram cidadãos portugueses. Aconteceu exatamente um mês depois em Lisboa, com uma réplica em aço dos destroços das Twin Towers do World Trade Center em Nova Iorque, da autoria do escultor Augusto Cid. Tem seis metros de altura e encontra-se no cruzamento da Avenida de Roma com a Avenida dos Estados Unidos da América, junto a uma das saídas da estação de metro Roma.

Animatógrafo do Rossio

Animatógrafo do Rossio, Lisboa

It’s one of Lisbon’s most beautiful and most curious façades, a relic rich in Art Nouveau ornamentation. Found on number 229 of Rua dos Sapateiros by Rossio Square, it hides what was one of the first movie theaters in Portugal. It opened in 1907 and in addition to film screenings it also featured live entertainment and children’s theater. It was considered a luxurious cinema, with a capacity for 100 people.

The carved ornamentation at the entrance frames tile panels depicting female figures. Interestingly, the interior is occupied since 1994 by live female figures since it was transformed into a space for strip/peep shows.

In 1984 the Portuguese Association of Filmmakers hoped to take it over but that project never came true. Despite today’s less-dignified use of the interior, the façade remains internationally recognized as one of the finest for a cinema of its time.

É uma das mais belas e curiosas fachadas de Lisboa, uma relíquia rica em decoração Arte Nova. Situa-se no número 229 da Rua dos Sapateiros junto ao Rossio, e esconde o que foi um dos primeiros cinemas em Portugal. Abriu em 1907, e além de cinema também apresentou espetáculos ao vivo e teatro infantil. Era considerado um cinema de luxo, com capacidade para cem pessoas.

A ornamentação esculpida à entrada enquadra painés de azulejos figurativos ilustrando figuras femininas. Curiosamente, o seu interior é ocupado desde 1994 por figuras femininas ao vivo, pois foi transformado em espaço de espetáculos eróticos com cabines individuais.

Em 1984 a Associação Portuguesa de Realizadores intencionava instalar-se aqui, mas esse projeto nunca chegou a concretizar-se. Apesar do uso menos digno que é hoje dado ao espaço, a fachada é reconhecida internacionalmente como uma das mais belas num cinema da época.

Teatro Thalia

Teatro Thalia, Lisboa

Dating from 1843, this beautiful theater was named after the muse of comedy and was the stage of plays, operas, and exuberant parties of the Portuguese aristocracy. It only lasted for two decades after a fire partially destroyed it in 1863, and it remained closed and forgotten for the next 150 years.
It was designed by the same architect of D. Maria II Theater (Fortunato Lodi), but the restoration is a project of Gonçalo Byrne which began in 2009 and ended in late 2012 after an investment of 2.7 million euros.
The façade that includes sphinxes at the entrance was maintained, and a multipurpose venue was created to host concerts, theater performances, and conferences.
There is also space for a public cafeteria which may end up being a good spot for a break before or after a visit to Lisbon’s zoo next door.

Datado de 1843, este belo teatro foi batizado com o nome da musa da comédia e foi palco de peças de teatro, de opera, e de exuberantes festas da aristocracia portuguesa. Durou apenas duas décadas pois foi parcialmente destruido num incêndio em 1863, mantendo-se esquecido e encerrado durante os próximos 150 anos.
Foi projetado pelo mesmo arquiteto do Teatro D. Maria II, Fortunato Lodi, mas a recuperação é da autoria de Gonçalo Byrne, cujo projeto teve início em 2009 e só terminou no final de 2012 depois de um investimento de 2,7 milhões de euros.
Manteve-se a fachada que inclui esfinges à entrada e criou-se um espaço polivalente com capacidade para acolher concertos, espectáculos de teatro e conferências.
Há também espaço para uma cafetaria com acesso público que poderá ser uma boa pausa para antes ou depois de uma visita ao Jardim Zoológico logo ali ao lado.

The Luminous Fountain

Fonte Luminosa, Lisboa

Dating from 1940 when the world was at war and Lisbon remained peaceful, this monumental fountain was restored in 2012. After an investment of 1.3 million euros, the fountain now requires less 85% of its former energy consumption, operating early in the afternoon during lunchtime and again in the early hours of the evening.
On the monument are four sculpted mermaids and a horse which were also restored and are now illuminated in a display of lights after the sun sets.
The lighting comes from 292 projectors and puts on a real show together with the water.

A Fonte Luminosa

Obra de 1940 quando o mundo estava em guerra e Lisboa em paz, esta fonte monumental foi restaurada em 2012. Após um investimento de 1,3 milhões de euros, a fonte agora permite uma poupança de 85% da energia que consumia anteriormente, funcionando ao início da tarde durante a hora do almoço e novamente nas primeiras horas da noite.
No interior do monumento encontram-se quatro sereias e um cavalo que também foram restaurados e que são iluminados num jogo de luz depois do pôr-do-sol.
A iluminação é feita por 292 projetores que criam um efeito cénico juntamente com a água.

Fonte Luminosa, Lisboa

Thailand in Lisbon

Elevador Ramiro Leão, loja Benetton no Chiado, Lisboa

This 22ft-high Thai pavilion is called “Sala Thai” and was a gift of Thailand to Portugal. It was placed in the gardens of Belém in late 2011, remembering the 500th anniversary of the Portuguese arrival in that Asian country.
Built in Bangkok, the monument was shipped to Lisbon following the same route of Portuguese navigator-diplomat Duarte Fernandes in 1511. The official inauguration was in February of 2012 in the presence of Crown Princess Maha Chakri Sirindhorn, reaffirming the diplomatic relations between Portugal and her country, the oldest alliance between a European nation and Thailand.
The red and golden structure was partly inspired by the Jeronimos Monastery, but follows Thai traditions such as assembly without the use of any metal or any nails or screws, and a roof covered with motifs resembling the skin of a dragon.
Being only one of four similar structures found outside Thailand, the Sala Thai is one of the most singular monuments in Lisbon.

Tailândia em Lisboa

Este pavilhão tailandês de sete metros chama-se “Sala Thai” é uma oferta da Tailândia a Portugal. Foi colocado nos jardins de Belém nos finais de 2011, recordando os 500 anos da chegada dos portugueses àquele território asiático.
Contruído em Banguecoque, o monumento foi transportado de barco até Lisboa, seguindo o mesmo percurso do navegador-diplomata português Duarte Fernandes em 1511. A inauguração oficial em fevereiro de 2012 contou com a presença da princesa herdeira Maha Chakri Sirindhorn em reconhecimento das relações diplomáticas entre Portugal e o seu país, as mais antigas entre um país europeu e a Tailândia.
A obra vermelha e dourada foi em parte inspirada no Mosteiro dos Jerónimos, mas segue tradições tailandesas como a montagem sem o uso de metais ou qualquer prego ou parafuso e um telhado coberto com placas que lembram a pele de um dragão.
Por ser apenas um de quatro exemplares semelhantes existentes fora da Tailândia, a Sala Thai é um dos monumentos mais curiosos de Lisboa.

The Old Elevator

Elevador Ramiro Leão, loja Benetton no Chiado, Lisboa

Numbers 83-93 of Rua Garrett in Chiado, now occupied by a Benetton store, were previously the Ramiro Leão department store. This space founded in 1888 had a grand spiral staircase that disappeared in 2001 for the opening of the new megastore, and paintings by artist João Vaz that were donated to the City Museum. What remained were some frescos on the ceiling of the ground floor (although not all currently visible), and a wonderful elevator that was renovated despite being deactivated. Built over a century ago, it was one of the first elevators in Europe and today it’s one of the oldest survivors. Decorated in Art Nouveau style and once covered in gilt, it contains a small stool for the ladies who sat during the short journey.

O Velho Elevador

Os números 83-93 da Rua Garrett no Chiado agora ocupados por uma loja Benetton eram antigamente os armazéns Ramiro Leão. Este espaço fundado em 1888 chegou a ter umas escadas em caracol que desapareceram em 2001 para a abertura da nova megastore, e quadros do pintor João Vaz que foram doados ao Museu da Cidade. Mantiveram-se frescos no teto do piso térreo (apesar de nem todos terem ficado à vista), e um belo ascensor que foi recuperado apesar de desativado. Obra com mais de um século, foi um dos primeiros elevadores da Europa e é hoje um dos sobreviventes mais antigos. Decorado em estilo Arte Nova e outrora com talha dourada, contém um pequeno banco para as senhoras que se sentavam durante a curta viagem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...