What’s New on Avenida da Liberdade

As Novidades na Avenida da Liberdade

From the end of the summer to the last few days, there have been several grand openings on Avenida da Liberdade. Lisbon’s most luxurious boulevard, which according to a recent report is worth 14 billion euros in business every year, has new shops and hotels, and seven more luxury brands are scheduled to open within the next few months.

Desde o final do verão até aos últimos dias, as novidades não param de chegar à Avenida da Liberdade. A artéria mais luxuosa de Lisboa, que segundo um estudo recente rende 14 mil milhões de euros por ano, tem novos espaços comerciais e hotéis, e ainda se prevê a abertura de mais sete lojas de marcas de luxo nos próximos meses.

A Padaria Portuguesa, Lisboa

Starting in Restauradores Square, we find the latest branch of A Padaria Portuguesa, which opened at the end of the summer. It has a pleasant terrace for light meals at any time of the day, or simply for a cup of coffee accompanied by the specialty “pão de Deus” (a pastry topped with coconut).

Começando na Praça dos Restauradores, encontra-se a loja mais recente de A Padaria Portuguesa, aberta no final do verão. Tem uma esplanada agradável para refeições ligeiras a qualquer hora do dia, ou para um café e um dos seus famosos pães de Deus.

Hackett London, Lisboa

Moving up the avenue is the first Hackett London store in Portugal. It’s on number 151, and has 152 square meters with floors covered in Portuguese wood. Divided into different spaces, it presents its casualwear, “formal suiting,” and kidswear collections.

Mais acima na avenida encontra-se a primeira loja em Portugal da marca de roupa inglesa Hackett London. Fica no número 151, e tem 152 metros quadrados com chão em madeira de origem portuguesa. Dividida por várias salas, apresenta as linhas “casualwear”, “formal suiting” e de criança.

Ermenegildo Zegna, Lisboa

Opened on November 27th, Hackett London took over the space left by the old Ermenegildo Zegna store, which moved to number 177. The new “Zegna” is divided into two floors, with the fashion collections, accessories, fragrances, and underwear found on the ground level, while upstairs is dedicated to offering personalized service with a wide range of fabrics and advice.

Aberta no dia 27 de novembro, a Hackett London ocupa o espaço deixado pela antiga loja da marca Ermenegildo Zegna, que se mudou para o número 177. O novo espaço “Zegna” divide-se em dois pisos, estando as coleções de roupa, acessórios, fragrâncias e roupa interior no piso térreo, enquanto o primeiro piso é dedicado ao serviço personalizado com uma vasta gama de têxteis e aconselhamento de imagem.

Burberry, Lisboa

Also reopened after a makeover is Burberry, which now has an upper level, following the new design of all of its stores. Upon entering you see the bags, wallets and shoes, while heading upstairs you find women’s and men’s fashions (casual and formal), as well as kidswear. In the store you may still see videos of fashion shows and of the brand’s collections.

Também renovada na Avenida da Liberdade está a Burberry, que tem agora um piso superior, seguindo o novo design das suas lojas. Ao entrar, encontram-se as malas, carteiras e sapatos, e subindo ao primeiro piso encontra-se a moda feminina e masculina (casual e formal), e para crianças. Na loja são ainda exibidos vídeos de desfiles e de coleções da marca.

Hugo Boss, Lisboa

Also new is a second Hugo Boss store on the same avenue (on number 141), which is the first of the brand in Portugal for the ladies (fashion and accessories).
The other Hugo Boss store, with the menswear collections, is found on number 169.

Outra novidade é uma segunda loja Hugo Boss na avenida (no número 141), que é a primeira da marca em Portugal dedicada às senhoras (roupa e acessórios).
O outro espaço Hugo Boss, com as coleções masculinas, encontra-se no número 169.

Lacoste, Lisboa

But the latest opening is that of the first flagship store of the French brand Lacoste, which has the Portuguese native Filipe Oliveira Batista as creative director. It’s on number 38, and offers the men’s, women’s and children’s collections. It’s a store with a new “premium” concept, the first one for the luxury segment, while also offering footwear, perfumes and accessories like sunglasses and watches.

Mas a abertura mais recente é a da primeira “flagship store” da marca francesa Lacoste, que tem o português Filipe Oliveira Batista como diretor criativo. Fica no número 38, e apresenta as coleções de homem, senhora e criança. É uma loja com um novo conceito “premium”, a primeira pensada para o segmento de luxo, oferecendo também calçado, perfumes e acessórios como óculos e relógios.

Hotel Valverde, Lisboa

But the avenue is not just about shopping, and there are also two new hotels. As LisbonLux has already reported, there’s the new Valverde Hotel, a five star in one of the avenue’s classic old buildings, and the BessaHotel Liberdade, which also results from the renovation of a beautiful building.

Mas a avenida não tem apenas lojas novas, tem também dois novos hotéis. Tal como LisbonLux divulgou, já abriu o Hotel Valverde, um 5 estrelas que ocupa um clássico edifício da avenida, e há ainda o BessaHotel Liberdade, que também resulta da reabilitação de um belo edifício antigo.

Bessa Hotel, Lisboa



Monocle Magazine Highlights Portugal

Monocle magazine - Portugal

Monocle magazine is highlighting Portugal in a 36-page pullout section of its December-January edition. It will be on newsstands starting on Thursday, November 20th, and focuses on a tourist destination beyond the sun and the sea. With the title “Portugal: A Monocle Travel Guide,” the magazine travels the country from north to south, from the new Nadir Afonso Museum designed by Siza Vieira in Chaves to the beaches of Algarve, with Arrifana being considered the best of them all for surfers.
Lisbon is given the largest number of pages (a total of six), with a selection of restaurants, cafes, hotels, shops and other attractions.
The magazine returns to Portugal in April for the “Quality of Life” conference in Lisbon.

Revista Monocle destaca Portugal

A revista Monocle dedica 36 páginas a Portugal num suplemento da sua edição de Dezembro-Janeiro. Chega às bancas na quinta-feira, dia 20 de novembro, e apresenta um destino turístico que é mais que sol e praia. Com o título “Portugal: A Monocle Travel Guide”, a revista percorre o país de norte a sul, desde o novo Museu Nadir Afonso projetado por Siza Vieira em Chaves, às praias do Algarve, sendo a da Arrifana considerada a melhor de todas para os praticantes de surf.
Lisboa tem direito ao maior número de páginas (seis), com uma seleção de restaurantes, cafés, hotéis, lojas e outras atrações.
A revista regressa a Portugal em abril, para a conferência “Quality of Life” em Lisboa.


A New Boutique Hotel is Coming to One of Lisbon’s Most Beautiful Squares

Praça do Município, Lisboa

Lisbon’s Praça do Muncípio (home to the municipal palace) is one of the city’s most elegant squares, but only recently did it come to life, with the opening of a terrace served by a kiosk café, and with the new Money Museum. Starting in April 2015, it will also have a hotel, resulting from the renovation of an 18th-century building.
It will be named Hotel Almalusa, and will be a boutique hotel divided into 28 rooms and three apartments, spread over seven floors.
It has a budget of one million euros, and will add a contemporary touch to the historic premises.
This is just one of several hotels scheduled to open in 2015 in downtown Lisbon, with another one found just around the corner on Praça do Comércio, also the first one in the city’s most monumental square.

Vem aí um hotel de charme para uma das mais belas praças de Lisboa

A Praça do Município, onde se encontra o belo edifício dos Paços do Concelho, é uma das mais elegantes da cidade, mas só recentemente ganhou alguma vida com a abertura de uma esplanada servida por um quiosque, e do novo Museu do Dinheiro. A partir de abril de 2015 vai ter também um hotel, resultando da reabilitação de um edifício pombalino.
Vai chamar-se Hotel Almalusa, e será um hotel de charme dividido em 28 quartos e três apartamentos, espalhados por sete pisos.
O obra tem um orçamento de um milhão de euros, e juntará o contemporâneo ao património histórico.
Este será apenas um de vários hotéis com abertura prevista para 2015 no centro de Lisboa, sendo um deles localizado bem perto deste, na Praça do Comércio, também como a primeira unidade hoteleira na praça mais monumental da cidade.


Fred Perry Opens Its First Store in Lisbon

Fred Perry, Lisboa

Fred Perry

The Fred Perry brand has just opened its first store in Lisbon, on number 234 of Rua do Ouro downtown. It presents the “Authentic” collections for men and women, plus footwear, accessories, and kidswear.
The space is decorated in blue and white tones, recalling the brand’s early days when it was created in 1952 by the British tennis player of the same name. It’s known for its sporty and urban looks, and at the Lisbon store you may find them from Monday to Saturday.

Fred Perry abre a sua primeira loja em Lisboa

A marca Fred Perry acaba de abrir a sua primeira loja em Lisboa, na Baixa, no número 234 da Rua do Ouro. Apresenta as coleções “Authentic” masculina e feminina, e ainda calçado, acessórios e a linha para os mais novos.
O espaço está decorado com tons azuis e brancos, remetendo para a origem da marca criada em 1952 pelo tenista britânico com o mesmo nome. É uma marca conhecida pela sua roupa desportiva e urbana, e a loja lisboeta está aberta de segunda-feira a sábado.


A 17th-Century Palace in Alfama Will Be a Museum Hotel

Palácio dos Condes de Coculim, Lisboa

A five-star hotel scheduled to open by the end of 2015 is being built at the doorstep of the Alfama district, near Campo das Cebolas. It’s on number 66 of Rua Cais de Santarém, by the Arco de Jesus gateway, where there’s the coat-of-arms of the noble Mascarenhas family on the edge of a ruined palace from the 17th century. The hotel will result from the reconversion of the old palace and a new construction, and will be a museum hotel. That’s because during the current works around the old building there have been some significant archaeological finds.
This is not the first time that archaeological remains were found on the site, as several were recovered in the 1940s after the palace was turned into a warehouse. Some of the pieces found at that time were sent to the Carmo Convent museum.
The Palace of the Counts of Coculim belonged to the Marquis of Fronteira, and was severely damaged in the 1755 earthquake. Since it was still in ruins in 1858, it was decided that it would be used for the storage of iron, but was once again abandoned in the late 20th century. In 2008 there was a project for it to become a hotel, but it was rejected. After some minor changes, it ended up being approved.
The hotel (for which there will be a 22-million-euro investment) will have the Eurostars brand that already has a five-star hotel in Lisbon, the Eurostars das Letras close to Avenida da Liberdade. This new one will offer 91 rooms, views of the future cruise terminal, and one of the entrances will be a 17th-century portal that will be maintained.

Um Palácio do Século XVII em Alfama vai ser um Hotel-Museu

Um hotel de cinco estrelas, com abertura prevista para os finais de 2015, está a ser construído às portas de Alfama, perto do Campo das Cebolas. Fica no número 66 da Rua Cais de Santarém, junto ao Arco de Jesus, onde se vê o brasão da família Mascarenhas na esquina de um palácio do século XVII em ruínas. O hotel será uma mistura da reabilitação desse palácio e de construção nova, e vai ser um hotel-museu. Isto porque durante a recuperação do antigo edifício têm sido encontradas peças arqueológicas de relevância.
Esta não é a primeira vez que se encontram vestígios arqueológicos no local, pois já nos anos 40 foram encontrados alguns, depois de o edifício ter sido transformado em armazém. Algumas das peças encontradas nessa altura foram para o museu do Convento do Carmo.
O Palácio dos Condes de Coculim pertenceu ao Marquês de Fronteira, e ficou bastante danificado no terramoto de 1755. Por ainda se encontrar abandonado em 1858, foi decidido que seria aproveitado como armazém de ferro. Voltou a ficar devoluto nos finais do século XX, e em 2008 surgiu um projeto para vir a ser um hotel. O projeto inicial foi rejeitado, mas depois de pequenas alterações acabou por ser aprovado.
O hotel (no qual serão investidos 22 milhões de euros) será da marca Eurostars, que já tem um hotel de cinco estrelas em Lisboa, o Eurostars das Letras, perto da Avenida da Liberdade. Terá 91 quartos, vista para o futuro terminal de cruzeiros, e uma das entradas será feita por um portal seiscentista que será preservado.


COS Opens Its First Store in Lisbon, on Avenida da Liberdade

COS

The COS brand (“Collection of Style”) of the Hennes & Mauritz group (of the H&M stores) will open its first store in Portugal this summer. It will be in Lisbon, on Avenida da Liberdade (number 67), and will present its fall/winter collection.
This is a recent brand of the Swedish group, opening in a limited number of cities, mostly in Europe. It says it combines “design and high quality at an affordable price,” but places itself in a slightly higher segment than H&M. It has collections for men, women, and children, in minimalist styles.

COS Abre a Sua Primeira Loja em Lisboa, na Avenida da Liberdade

A marca COS (“Collection of Style”) do grupo Hennes & Mauritz, da conhecida H&M, abrirá a sua primeira loja em Portugal este verão. Será em Lisboa, na Avenida da Liberdade (número 67), e apresentará a sua coleção outono/inverno.
Esta é uma marca recente do grupo sueco, abrindo num número limitado de cidades, sobretudo europeias. Diz aliar “design e alta qualidade a um preço acessível”, mas posicionando-se num segmento um pouco mais acima da H&M. Tem coleções para homem, mulher e criança, num estilo minimalista.


Paris’ Galeries Lafayette Planning to Open on Lisbon’s Avenida da Liberdade

Galeries Lafayette, Paris

Paris’ Galeries Lafayette will open in Lisbon by the end of the year. The Portuguese capital will become the second European city with a branch of the luxurious Parisian department store outside France, after Berlin. The location has already been chosen, and it will be on Avenida da Liberdade, occupying two currently-vacant buildings next to the Hard Rock Cafe by Restauradores Square. According to the i newspaper, the other possibility was Avenida da República uptown by Saldanha Square, but the City Council expressed preference for the old town district.
The decision was made a month ago, after a meeting between the French group and Lisbon mayor António Costa .

If the deal is finalized, the new store will occupy about 35,000 square meters and will involve an investment of 80 million euros. This would be the sixth Galeries Lafayette store in the world, with the latest being in Beijing, opened in 2013. The Galeries are known for offering various fashion, luxury, and beauty brands, as well as gourmet products.

As Galerias Lafayette de Paris querem espaço em Lisboa, na Avenida da Liberdade

Até ao final de 2014, as Galerias Lafayette de Paris abrirão em Lisboa, sendo a capital portuguesa a segunda cidade europeia a contar com um espaço dos luxuosos armazéns parisienses fora de França, depois de Berlim. A localização já foi escolhida, e será na Avenida da Liberdade, em dois edifícios agora desocupados ao lado do Hard Rock Café, junto à Praça dos Restauradores. Segundo o jornal i, a outra possibilidade seria na Avenida da República próximo da Praça do Saldanha, mas a Câmara Municipal manifestou preferência pelo centro histórico.
A decisão terá sido tomada há um mês, depois de uma reunião entre a cadeia francesa e o presidente da câmara António Costa.

Caso o negócio se concretize, a nova loja ocupará cerca de 35 mil metros quadrados, e envolverá um investimento de 80 milhões de euros. Esta seria a sexta loja Galerias Lafayette do mundo, sendo a de Pequim a mais recente, aberta em 2013. As Galerias são conhecidas pela venda de várias marcas de moda, de luxo, de beleza e produtos gourmet.


Cruising Lisbon in a Work of Art

Cacilheiro Trafaria Praia, Joana Vasconcelos

It crossed the Tagus for decades, but the commuter ferry now called “Trafaria Praia” was transformed into a work of art by artist Joana Vasconcelos, and was the “floating pavilion” that represented Portugal at the Venice Biennale in 2013. It’s now back in Lisbon, and starting on April 25th it will be on permanent display, and will once again navigate the waters for sightseeing cruises.
The inauguration is on the 25th but will only open to the public on the following day.

It will be docked for visits between Ribeira das Naus and Cais do Sodré, and cruises from Comercio Square to the Tower of Belém every day except Mondays. The price of tickets has yet to be revealed, but there’s capacity for 120 passengers.

The interior made ​​of cork and blue and white textiles is an installation that represents the underwater world (pictured above), while the exterior is covered with a tile panel illustrating a panoramic view of Lisbon.

Passeios no Tejo numa obra de arte

Atravessou o Tejo durante décadas, mas o barco agora chamado Cacilheiro Trafaria Praia foi transformado em obra de arte pela artista Joana Vasconcelos, sendo o “pavilhão flutuante” que representou Portugal na Bienal de Veneza de 2013. Já regressou a Lisboa, e a partir do dia 25 de abril vai encontrar-se em exposição permanente e voltar a navegar em viagens turísticas.
A inauguração é no dia 25 mas a abertura ao público será apenas no dia seguinte.

Será possivel visitar num cais entre a Ribeira das Naus e o Cais do Sodré, ou ir num dos passeios entre a Praça do Comércio e a Torre de Belém, que serão diários excepto às segundas-feiras. O custo dos bilhetes ainda não foi divulgado, mas haverá capacidade para 120 passageiros.

O interior feito de cortiça e têxteis azuis e brancos é uma instalação que faz lembrar o fundo do mar (na foto acima), enquanto o exterior é forrado com um painel de azulejos representando uma vista panorâmica de Lisboa.


Lisbon’s Future Conference Center Will Be in Edward VII Park

Pavilhão Carlos Lopes

Lisbon is currently one of the ten most popular destinations for conferences in Europe, and business travel is now the second most important market in the city after city breaks. Due to this growth, there’s a need for a new convention center with a larger capacity, and the site chosen for the new building is the current Carlos Lopes Pavilion in Edward VII park.
Other locations were considered, including the Parque das Nações district and Santa Apolonia (site of the future cruise terminal), but the pavilion (which is currently abandoned and rundown) was the choice due to its central location with easy access to public transportation and parking, and a large number of hotels nearby.
Now that the location is decided, it just needs the funding for the project. There’s a chance that the building named after the Portuguese Olympic champion will be both a congress center and sports pavilion. It would cost around 50 million euros, and it’s hoped that works are carried out within the next four years.

O novo Centro de Congressos de Lisboa será no Parque Eduardo VII

Lisboa é hoje um dos dez destinos mais procurados para congressos na Europa, sendo o turismo de negócios o segundo produto turístico mais importante para a cidade a seguir aos “city breaks” (estadas de curta duração). Depois deste crescimento, é agora necessário um centro de congressos com capacidade para mais participantes do que os existentes, e o local escolhido para a nova infra-estrutura é o atual Pavilhão Carlos Lopes no Parque Eduardo VII.
Foram estudadas outras localizações, no Parque das Nações e em Santa Apolónia próximo do futuro terminal de cruzeiros, mas o pavilhão, que neste momento se encontra abandonado e degradado, foi a escolha pela sua localização central, com bons acessos a transportes públicos, parque de estacionamento, e um grande número de hotéis nas redondezas.
Agora que a localização está decidida, faltam os fundos de financiamento para o projeto. Existe a hipótese de fazer do pavilhão com o nome do campeão olímpico português simultâneamente um centro de congressos e pavilhão de desportos. Isso poderia custar cerca de 50 milhões de euros, e ambiciona-se que as obras se realizem dentro dos próximos quatro anos.


A Discoveries Museum to Open on the Lisbon Waterfront

Marinha, Ribeira das Naus

There are plans for the creation of a Discoveries Museum on the waterfront Ribeira das Naus promenade. This new green space by the Tagus will be completed within the next few weeks, and the next step will be the opening of the museum which has been given the name “Discovery Center.” It will be a joint project of the Navy and Nova University, telling the story of the Portuguese maritime exploration.
Ribeira das Naus is a space linked to the Age of Discovery, since it’s where many of Portugal’s ships were built and repaired. It’s now frequented by locals and tourists between the city’s largest square and Cais do Sodré.
Lisbon has several spaces focusing on the different stages of the Discoveries, but there isn’t one entirely dedicated to the period which, for better or for worse, led to the globalization of today. At the Ancient Art Museum there are some treasures of that period, while the Orient Museum presents the first cultural exchanges between East and West, and the Maritime Museum tells the story of the exploration of the seas through model ships, globes and old maps.
No further information has been provided about the future “Discovery Center,” including a date for its inauguration.

A Ribeira das Naus Terá um Museu dos Descobrimentos

Está a ser estudada a construção de um museu dos Descobrimentos na Ribeira das Naus. Este novo espaço verde junto ao Tejo ficará concluído dentro das próximas semanas, e o próximo passo será a criação do museu, a que já foi dado o nome de “Centro Descobrir”. Será um projeto em conjunto com a Marinha e a Universidade Nova, e contará a história da expansão marítima portuguesa.
A Ribeira das Naus é um espaço muito ligado à época dos Descobrimentos, pois é onde se construíram e se recuperaram muitas das naus portuguesas. É hoje muito frequentado por lisboetas e turistas em passeios entre a maior praça da cidade e o Cais do Sodré.
Lisboa tem vários espaços onde se contam episódios dos Descobrimentos, mas não existe nenhum inteiramente dedicado a essa época que, para o bem e para o mal, levou à globalização de hoje. No Museu Nacional de Arte Antiga encontram-se alguns tesouros dessa época, no Museu do Oriente apresenta-se o intercâmbio cultural entre o Oriente e o Ocidente, e no Museu de Marinha conta-se a história da exploração dos mares através de modelos de barcos, globos e mapas antigos.
Não foi divulgada mais informação sobre o futuro “Centro Descobrir”, nem a data prevista para a sua abertura.